INSTITUCIONAL

Plano de Logística Sustentável atende requisitos de legislações vigentes e prevê implantação de metas sustentáveis em até três anos

 

A adoção de medidas que adequem cada vez mais a Universidade de Brasília aos melhores parâmetros, em diversas áreas, é uma prioridade na instituição. Neste momento, o foco se volta à questão ambiental. Buscando atender ao que exige a Política Nacional de Educação Ambiental, instituída pela Lei nº 9.795/99, a UnB lança seu Plano de Logística Sustentável (PLS).

 

A legislação define a educação ambiental como um componente essencial e permanente da educação nacional, que deve estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não-formal. As universidades estão inseridas nesse contexto como entidades promotoras de consciência ambiental social. A dinâmica de logística sustentável é um viés dessa atuação.

 

O PLS vem para guiar ações internas da instituição na busca por práticas sustentáveis nos campi. Trata-se de um documento normatizador e orientador que mantém a instituição afinada ao desenvolvimento de alternativas para adoção de soluções sustentáveis e ecologicamente responsáveis.

 

>> Acesse aqui a íntegra do Plano de Logística Sustentável da UnB

 

Coordenador da Assessoria de Sustentabilidade Ambiental (ASA) do Gabinete da Reitoria (GRE), o professor Pedro Zuchi preside a comissão que elaborou o Plano. “Além de nos adequarmos às exigências da legislação, estamos promovendo reflexão sobre a responsabilidade ambiental com nossa comunidade”, explica Zuchi a respeito dos objetivos do documento, pensado para relacionar ações estratégicas da Universidade com o desenvolvimento de projetos sustentáveis nas unidades acadêmicas e administrativas.

 

METAS O Plano de Sustentabilidade está fundamentado sobre nove eixos temáticos, que perpassam diferentes propósitos ligados ao assunto na instituição. "Os eixos são desdobramentos de diretrizes básicas e buscam abordar, de forma ampla e factível, o conteúdo mínimo determinado condizente com a realidade da UnB", relata Wilson Samarcos, administrador lotado na Prefeitura do Campus (PRC).

 

Em curto prazo, as ações previstas no PLS buscam reduzir materiais de consumo, impactando o mínimo possível no cotidiano da comunidade. As ações de redução de consumo de energia e água fazem parte do eixo temático que pretende realizar não apenas campanhas educativas, mas uma mudança na mentalidade de consumo.

 

“São atitudes que não apenas contribuem para a sustentabilidade ambiental, mas para reduzir gastos da instituição”, lembra Zuchi. A meta geral desse eixo é reduzir o consumo principalmente de copos descartáveis e papel no período de 2018-2021, alcançando queda de 8% em resmas de papel A4, de 45% em tonners, cartuchos e fusores para impressão e de 6% dos descartáveis.

Informações retiradas do Plano de Logística Sustentável da UnB. Arte: Igor Outeiral/Secom UnB

 

Sobre a economia de eletricidade gerada pela configuração das impressoras, o diretor de compras no Decanato de Administração (DAF), Ricardo Oliveira, explica que o processo já está em andamento e que no momento de instalação, as impressoras foram distribuídas às unidades com base no volume das demandas, já com vistas a evitar consumos desnecessários. “Como os softwares permitem identificar o usuário e o tipo de documento impresso, evitam desperdícios e impressões indevidas, resultando em um menor consumo de papéis”, acrescenta.

 

A partir da Lei nº 5.610/2016, que dispõe sobre a responsabilidade dos grandes geradores de resíduos sólidos do Distrito Federal, a UnB passou a ser enquadrada como pessoa jurídica que produz mais de 120 litros de resíduos diariamente. Com isso, a instituição passa a ser responsável pela própria gestão dessa produção. Como resposta a essa demanda, a Universidade se propõe, em seu PLS, a realizar um diagnóstico da situação atual do gerenciamento de resíduos na UnB, visando realizar treinamentos com as equipes de limpeza, avaliar a necessidade de novos pontos de coleta, implantar modelo de compostagem de resíduos verdes e manter formalizada a coleta seletiva solidária da UnB junto a associações de catadores de materiais recicláveis.

 

“Futuramente, pretendemos implementar o plano geral de resíduos sólidos da UnB, assim como 100% da coleta seletiva solidária, garantindo a sua adoção de forma efetiva até 2021”, afirma o professor Pedro Zuchi, sobre os próximos objetivos previstos no Plano. Entre as ações voltadas para redução no consumo de energia elétrica, estão a configuração de 100% das impressoras em modo de economia de energia e instalação de lâmpadas de LED, o que deve reduzir em 3% o consumo médio atual. “Medidas como essas não impactam visivelmente na vida do usuário, mas muito na da Universidade”, completa Pedro Zuchi.

 

ASSESSORIA  O Plano de Logística Sustentável é um dos principais resultados da Assessoria de Sustentabilidade Ambiental (ASA/GRE), criada para coordenar ações integradas relativas ao meio ambiente e à sustentabilidade na UnB, propondo políticas e incorporando procedimentos. Além do planejamento logístico, o setor pretende levantar dados e fazer diagnóstico sobre a situação atual da UnB em relação à sustentabilidade. Serão desenvolvidas ações prioritárias nas áreas de espaços verdes; água; energia elétrica; resíduos sólidos e perigosos; e educação ambiental.

 

Assessoria de Sustentabilidade Ambiental da Universidade planeja ações prioritárias para os próximos anos. Arte: Secom UnB
ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.