OPINIÃO

Maria Angela Guimarães Feitosa é graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, mestre e doutora em Psicobiologia - Universidade de Michigan Ann Arbor. Atualmente é professora da Universidade de Brasília, onde é vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento.

M. Angela G. Feitosa

 

 Perdemos João Cláudio Todorov. João Cláudio para alguns, João para outros ou Todorov para ainda outros. Amigo, agregador de pessoas, líder, pensador a respeito da realidade brasileira, gestor competente, referência internacional na pesquisa na área de análise do comportamento e, como ele mesmo ressaltava, tinha por missão formar pesquisadores. Gostava de receber alunos de iniciação científica e dizia que “Não importa se o aluno vai continuar ou não na análise do comportamento ou na Psicologia; o raciocínio científico será essencial em qualquer ramo de atividade...”. Exerceu sua carreira de forma ampla, como poucos conseguiriam.

 

Foi líder estudantil na USP, colaborou ativamente para sociedades científicas, órgãos governamentais e entidades profissionais, tendo sido sócio fundador da ADUnB, conselheiro do Conselho Federal de Psicologia, presidente do Conselho Regional de Psicologia da 1a Região (DF), conselheiro da SBPC, fundador e conselheiro da Sociedade Brasileira de Psicologia.

 

Orientou dezenas de estudantes de iniciação científica, mestrado e doutorado e contribuiu decisivamente para a divulgação e difusão do conhecimento científico, publicando mais de duas centenas de artigos, não só em revistas internacionais de impacto em análise do comportamento como o Journal of the Experimental Analysis of Behavior, como também em jornais de ampla circulação como o Correio Braziliense. Mais recentemente estimulava a atenção para sua área de pesquisa e implicações sociais através de um Blog, que alimentava sistematicamente. Foi criador e editor de importantes revistas científicas de psicologia, incluindo a Psicologia: Teoria e Pesquisa, editada pelo Instituto de Psicologia da UnB.

 

Na Universidade de Brasília, foi inicialmente Instrutor (como bolsista, entre 1964 e 1965), apoiando a equipe de Carolina Bori na Instalação do curso de Psicologia, ocasião em que também foi presidente da Associação dos Instrutores. Contratado pela UnB como professor em 1973, após seu doutorado na Arizona State University e um período como docente na USP em Ribeirão Preto, fez na UnB uma longa e profícua carreira como docente e pesquisador na Psicologia, também exercendo importantes funções de gestão, como Chefe de departamento, Decano de pesquisa e pós-graduação, Vice-reitor e Reitor. Coordenou a implantação do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária do Pronera/Incra. Tendo se aposentado em 2006, atuou na PUC de Goiás junto ao curso de Mestrado em Psicologia, e no IESB, coordenando a instalação de seu curso de Psicologia. Por fim retorna à UnB formalmente como pesquisador colaborador.

 

Recebeu importantes premiações em reconhecimento por sua atuação em ensino, pesquisa, extensão e gestão: Fellow da Association for Behavior Analysis International, Prêmio pela Disseminação Internacional da Análise do Comportamento, por esta mesma sociedade, Doutor Honoris Causa e Professor Emérito pela Universidade de Brasília, Ordem do Rio Branco - Grau de Oficial pelo Ministério das Relações Exteriores.

 

 

ATENÇÃO – O conteúdo dos artigos é de responsabilidade do autor, expressa sua opinião sobre assuntos atuais e não representa a visão da Universidade de Brasília. As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seu conteúdo.