SAÚDE MENTAL

Iniciativas foram adaptadas para acolher, de forma remota, estudantes, docentes e técnicos administrativos

Atendimentos psicológicos on-line, grupos de escuta e ações de estímulo ao bem-estar estão entre atividades ofertadas. Foto: Beto Monteiro/Secom UnB

 

Para auxiliar a comunidade universitária no enfrentamento dos impactos da covid-19 e a lidar com a nova rotina após a retomada do calendário acadêmico de forma remota emergencial, a Universidade de Brasília oferece diversos serviços de apoio psicológico. As atividades ocorrem em formato on-line.

 

O Subcomitê de Saúde Mental e Apoio Psicossocial, vinculado ao Comitê Gestor do Plano de Contingência da Covid-19 (Coes) da UnB, atua junto à Diretoria de Atenção à Saúde da Comunidade Universitária (Dasu/DAC), com o auxílio de equipe multiprofissional, na promoção de ações em saúde mental voltadas ao público universitário. Entre elas, está o projeto Laços na Saúde, iniciativa que estimula o diálogo sobre temas relevantes de saúde no contexto da pandemia. 

 

>> Relembre: Profissionais da UnB reforçam cuidados com saúde mental durante a pandemia de covid-19

 

AFETOS – Oficinas, palestras, rodas de conversa, grupos de discussão de filmes e materiais audiovisuais estão entre as atividades do projeto. Também há ações de incentivo ao bem-estar e à construção de relações saudáveis neste período de aulas a distância, como a iniciativa Posts de Afetos, resultado da parceria entre a Coordenação de Articulação de Redes para a Prevenção e Promoção da Saúde (CoRedes) e a Coordenação de Articulação da Comunidade Educativa (CoEduca), ambas estruturadas na Dasu.

 

A ação prioriza o estímulo à reflexão e ao registro de mensagens nas redes sociais que visem à promoção de aspectos como proteção, solidariedade, resiliência e afeto na convivência universitária remota ao longo do semestre letivo. Estudantes, docentes e técnicos podem participar com o envio de mensagens afetuosas para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Os Posts de Afetos podem ser visualizados nas páginas no instagram da Dasu (@dasu_unb), da CoRedes (@coeducaunb) e do Grupo de Trabalho de Promoção e Prevenção em Saúde da UnB (@promoprev.unb).

Postagens no instagram estimulam boa convivência entre universitários com a retomada das aulas em modo remoto emergencial. Imagem: Reprodução

 

“É inegável que a retomada do semestre letivo na UnB imprima a necessidade de reelaboração dos processos de formação, da compreensão do ethos científico e de ações biopsicossociais para proporcionar a superação das iniquidades, prevenir a evasão, promover e prevenir a saúde, isto é, garantir o direito à educação e à qualidade de vida para toda a comunidade universitária”, afirma Flávia Squinca, assistente social da CoRedes.

 

Nos próximos dois meses, o projeto Laços na Saúde irá organizar um cine debate sobre o documentário Silêncio dos Homens e mesas com os temas: Alimentação e ansiedade; Finanças e emoções; Trabalho remoto: desafios e avanços e Resiliência: vamos por em prática? . No dia 29 de setembro, uma mesa multiprofissional abordará a promoção à saúde e a prevenção de crises entre a comunidade universitária. Acompanhe informações sobre as atividades do projeto nas edições semanais do Boletim Coes.

 

ESPAÇOS DE ESCUTA – Neste período de pandemia, a Coordenação de Atenção Psicossocial (CoAP/Dasu) oferece à comunidade universitária a atividadade de escuta realizada no grupo FalArte, que adaptou os atendimentos presenciais para o formato remoto. A iniciativa busca acolher as inquietações dos estudantes em um espaço de escuta coletivo. Os diálogos acontecem em um grupo de WhatsApp, às terças-feiras, a partir das 12h, com duração de 1 hora e 40 minutos. Os interessados podem ingressar no grupo clicando aqui.

 

A Dasu, por meio do Subcomitê de Saúde Mental e Apoio Psicossocial e do Grupo de Trabalho de Prevenção e Promoção da Saúde, oferece ainda terapia comunitária integrativa a estudantes, docentes e técnicos da UnB, bem como à comunidade externa, no âmbito do grupo Escuta Virtual.

 

A atividade, realizada em parceria com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), incentiva a partilha de experiências de vida e abre a oportunidade para que os participantes abordem diferentes problemas, dificuldades, superações e outros assuntos. Os encontros on-line, conduzidos por terapeutas da SES-DF e docentes da UnB, acontecem nas terças-feiras, às 16h; quartas-feiras, às 19h; e sextas-feiras, às 15h. Para participar basta preencher o formulário e entrar em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  

 

Informações sobre atividades e serviços com foco em saúde mental oferecidos pela Dasu estão disponíveis no site da diretoria (confira abaixo algumas opções). É possível se inscrever pela página https://linktr.ee/Dasu. Semanalmente, o Subcomitê de Saúde Mental e Apoio Psicossocial também atualiza as novidades sobre as ações da Universidade na temática no Boletim Coes. Há ainda boletim específico sobre as atividades do subcomitê (clique aqui para acessar).

Ações de saúde mental desenvolvidas pela Dasu no período de pandemia. Imagem: Dasu/UnB.

 

De acordo com o Relatório de Gestão da CoAP, de março a junho deste ano foram realizados 403 atendimentos psicológico/psicossocial on-line, 76 por meio do FalArte. Ao total, 885 pessoas foram atendidas pelos serviços da Dasu. A coordenação faz o uso do Google Forms para registrar informações sociodemográficas e as principais demandas de apoio psicossocial da comunidade acadêmica.

 

Para preparar os profissionais que atuam nessas iniciativas, a CoAP elaborou uma carta com orientações baseadas em nota orientativa do Conselho Federal de Psicologia (CFP) sobre trabalho voluntário e publicidade em psicologia diante pandemia de covid-19. O documento consta no Plano de Contingência em Saúde Mental e Apoio Psicossocial para Enfrentamento ao Novo Coronavírus (Sars-CoV2) da UnB.

 

CONSEQUÊNCIAS DA COVID-19  A Dasu lançará pesquisa para entender os impactos da pandemia da covid-19 na saúde mental e geral de estudantes, técnicos e docentes da UnB. Questionários para os três públicos devem ser lançados em breve e trarão questões diversas sobre a situação e as experiências de vida neste momento.

 

“Serão levantados aspectos relacionados a moradia, condições para estudo e trabalho remoto, rotina doméstica durante a pandemia, condições de saúde física e mental, senso de pertencimento e percepção de apoio recebido da instituição”, comentou o psicólogo e pesquisador da UnB José Marcelo Oliveira da Luz, que integra o Subcomitê de Saúde Mental e Apoio Psicossocial do Coes.

 

Os dados serão utilizados para entender em que medida as ações oferecidas pela Universidade atendem às necessidades dos segmentos universitários. A partir daí, será possível saber quais ações precisam ser desenvolvidas para contemplar aquelas demandas que não conseguiram ser alcançadas até o momento.

 

“A administração superior terá um panorama geral, podendo utilizar essas informações valiosas para subsidiar políticas de assistência à comunidade universitária. Será uma oportunidade de fazer chegar até a administração superior as demandas vividas no cotidiano da Universidade", completa José Marcelo.

 

*Matéria editada em 15 de setembro, para alteração de informação. 

 

Leia mais:

>> Projeto quer identificar grupos populacionais com menos acesso à informação sobre a covid-19

>> Pesquisa avaliará impacto psicossocial do isolamento na comunidade acadêmica

>> Com edição brasiliense organizada por estudantes da UnB, Pint of Science traz programação diversa e on-line

>> UnB avança em todos os indicadores de ranking internacional

>> Pesquisa da UnB identifica aprovação do trabalho remoto em órgãos públicos do DF durante a pandemia

>> Campanhas de solidariedade da UnB continuam contando com você

>> Disciplinas colocam estudantes da UnB em contato com pesquisas sobre covid-19 

>> Webinário apresenta à sociedade projetos de combate à covid-19

>> Copei divulga orientações para trabalho em laboratórios da UnB durante a pandemia da covid-19

>> Coes publica cartilha com orientações em caso de contágio pelo novo coronavírus

>> UnB cria fundo para doações de combate à covid-19

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.

Palavras-chave